Pacto Global: plataforma online ajudará a administrar o uso da água

O Sistema de Autoavaliação e Eficiência Hídrica (SAVEh) ajudará pequenas e médias empresas a melhorar o uso de recursos hídricos. A plataforma segue as diretrizes do CEO Water Mandate do Pacto Global da ONU, iniciativa público-privada que mobiliza líderes empresariais na questão da gestão hídrica.

Mai-Lan Ha, assessora do CEO Water Mandate, participa de evento do Pacto Global. Foto: Fellipe Abreu/ Fórum Pacto Global

Mai-Lan Ha, assessora do CEO Water Mandate, participa de evento do Pacto Global. Foto: Fellipe Abreu/ Fórum Pacto Global

Já está no ar o Sistema de Autoavaliação e Eficiência Hídrica (SAVEh), que ajudará pequenas e médias empresas a melhorar o uso de recursos hídricos. A plataforma foi apresentada no início deste mês aos participantes do Fórum Pacto Global para ajudar a reduzir o consumo de água.

A partir do site www.saveh.com.br, a empresa se cadastra, responde a 40 questões e, com base nas respostas, recebe um plano de ação. A plataforma foi baseada nas boas experiências da Ambev e segue as diretrizes do CEO Water Mandate do Pacto Global da ONU, iniciativa público-privada que mobiliza líderes empresariais na questão da gestão hídrica.

Mai-Lan Ha, assessora sênior do CEO Water Mandate, explicou que há um movimento internacional de empresas, de diversos tamanhos e setores, comprometidas com a questão hídrica. Ela destacou a relação da água com outras temáticas ligadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, tais como erradicação da pobreza (ODS 1), agricultura sustentável (ODS 2) e mudanças climáticas (ODS 13). O desafio do Pacto Global, segundo ela, é fazer com que o setor empresarial reconheça a importância do ODS 6, que é justamente assegurar a disponibilidade e gestão sustentável de água e saneamento para todos.

De acordo com Ricardo Biava, Diretor de Relações Corporativas da Ambev, a empresa reduziu perdas de água em 40% nos últimos 13 anos. Assim, além da plataforma online, a Ambev dará consultoria a 25 empresas, sendo cinco delas indicadas pela Rede Brasil do Pacto Global.

De acordo com o Instituto Trata Brasil, 6,5 bilhões de metros cúbicos de água foram desperdiçados em 2013 nos sistemas de distribuição urbanos em todo o país, representando uma perda de R$ 80 bilhões. Esse volume hídrico daria para abastecer 12 milhões de pessoas. Os números foram apresentados por Adriana Leles, Assessora de Gestão de Sustentabilidade da Sanasa.

Fonte: ONUBR