Movimento Ecos realiza oficina na Escola Caio Líbano Soares

Na última terça-feira (21), o Movimento Ecos realizou visita à Escola Municipal Caio Líbano Soares, localizada no bairro Santo Antônio, em Belo Horizonte. Apoiado pela Dom Helder Escola de Direito, o Movimento mais uma vez levou a bandeira em prol de melhorias socioambientais às instituições parcerias, neste caso, a Escola Caio Líbano, participante do Ecos desde 2013.

Oficina

O Movimento foi representado pelo professor Elmo Júlio de Miranda e pela estudante de Direito Helen Viggiano, que compõe a monitoria responsável pela Caio Líbano. “Fomos recebidos pelo professor Vilmar, que gentilmente organizou o encontro, juntamente com 30 alunos do ensino médio, compondo uma sala de debates sobre meio ambiente, cidadania e o papel da Educação Ambiental”, conta o professor Elmo. 

Segundo ele, o grupo também discutiu iniciativas para transformar atitudes e ações em prol de um ambiente equilibrado, minimizando os impactos sobre os recursos naturais e promovendo a qualidade de vida em vários aspectos. 

“Os estudantes fizeram várias abordagens e passaram a descrever realidades de seu cotidiano na escola e em suas diferentes comunidades, como os bairros Serra, São Lucas, Santa Efigênia, Santo Antônio, Santa Lúcia e outros, formando um espaço recriado por diversidades”, aponta Elmo. 

Em seguida, o professor apresentou as propostas do Movimento Ecos para 2017, de forma oferecer às equipes plenas condições de desenvolver os seus projetos. Prestou também esclarecimentos sobre os processos seletivos da Dom Helder Escola de Direito, apoiadora do Movimento, que fornece bolsas de estudos aos alunos que fazem parte das equipes parceiras.

Inserção

A Escola Caio Líbano Soares possui tradicionalmente um trabalho de inserção social, com acompanhamento de projetos sociais demandados pela Secretaria Municipal de Educação. A iniciativa conta com total apoio de seus professores. 

“Com a oficina, percebemos que a Escola possui todos os fatores para promover um bom trabalho nesta parceria, somando as iniciativas do professor Vilmar ao nível de interesse dos estudantes”, completa Elmo.