Grupo de Iniciação Científica faz reunião sobre Pegada Hídrica

Qual seria o consumo sustentável de água e energia em uma escola? A partir deste questionamento, alunos da Dom Helder Escola de Direito, que possuem bolsas pelo Movimento Ecos, participaram de reunião do Grupo de Iniciação Científica sobre “Pegada Hídrica” na tarde dessa quarta-feira (26). O grupo é liderado pelo professor da Dom Helder José Cláudio Junqueira, com o apoio da professora Lívia Maria Cruz Gonçalves de Souza.
A pegada hídrica é um indicador do uso da água que considera não apenas o seu uso direto por um consumidor ou produtor, mas, também, seu uso indireto. A pegada hídrica pode ser considerada como um indicador abrangente da apropriação de recursos hídricos.

De acordo com o professor José Cláudio, o objetivo da reunião é a adquirir conhecimentos sobre o consumo de água e energia para subsidiar os bolsistas do Movimento Ecos que trabalham nas escolas. “Neste ano o projeto Ecos deu um passo a mais. Criamos um grupo de pesquisa para ter conhecimento aprofundado das questões hídricas e energéticas. Temos vários bolsistas e professores que estão nas escolas trabalhando com alunos do ensino médio voltados para o consumo sustentável. São em torno de 30 escolas participantes”, destaca.

Apresentação de pesquisas

Dois estudantes que participam do grupo de iniciação científica já apresentaram alguns resultados de pesquisa.

A aluna Amanda Gabriela Lopes de Almeida fez uma varredura na Legislação Federal, entre leis, decretos e portarias para saber quais órgãos abordam o incentivo para que a população, órgãos governamentais, fabricantes entre outros, reduzam seu consumo de água na produção e no trabalho.

“Busquei todas as leis que existem. Posteriormente leis mais específicas como as federais que possuem maior detalhamento. Pesquisei também na internet e em livros de legislação. Pela minha pesquisa verifiquei que 80% das leis falam sobre o consumo hídrico. Maioria está publicada e vigorando. Sobre a energética, poucas estão vigorando”, comenta a estudante.
Já o aluno Gabriel Júnio da Fonseca Santos apresentou o livro “ Manual de avaliação da pegada hídrica, estabelecendo o padrão global” para os participantes da reunião. O estudante explicou o conceito de pegada hídrica indireta e fez algumas reflexões sobre o consumo de água.

Importância

A professora Lívia Maria Cruz Gonçalves de Souza, que também participa do grupo de iniciação científica, ressalta a importância de se falar sobre a pegada hídrica. “Esse projeto é muito interessante. É importante termos consciência da pegada hídrica. A conscientização que a gente pode levar para a comunidade acadêmica e fora dela é essencial. E o Ecos é o parceiro para levarmos esse assunto até as escolas. Começamos uma pesquisa virtual justamente para estimular a comunidade acadêmica e chamar atenção para o início da conscientização. A partir destes dados veremos os resultados”, disse.

Movimento Ecos

O ECOS Movimento Socioambiental Dom Helder Câmara é um instituto sem fins lucrativos e sem qualquer vinculação político-partidária.

O Instituto tem por fundamentos informar, educar, difundir os temas  que envolvam os interesses difusos e coletivos, ou seja, os interesses da sociedade humana, abrangendo todas as áreas que permitam identificar o papel do homem no seu meio ambiente cultural, em suas relações sociais, ambientais, interpessoais e de trabalho transformando esse meio em um lugar que a pessoa humana possa se desenvolver de forma segura e equilibrada.

“Estamos realizando uma pesquisa grande no nível nacional e internacional. Os alunos já fizeram um enorme levantamento de dados. Cada aluno ficou com um tema para aprofundar ainda mais”.

Confira as fotos da reunião!

Clique aqui e conheça o Movimento Ecos

Quer testar sua pegada hídrica? Clique aqui e faça o teste!


Texto: Patrícia Almada / DomTotal