Ecos começa 2018 com formato ampliado e novas escolas

 

Em seu oitavo ano de atuação, o Movimento Ecos traz novidades para fortalecer seu objetivo principal: promover a responsabilidade socioambiental nas escolas, e por consequência, conscientizar a população da capital mineira. A assinatura de convênio com a Secretaria de Educação de Minas Gerais, no final de 2017, possibilitou o ingresso de novas instituições. Dessa forma, o movimento conta agora com 110 escolas parceiras, todas integrantes da rede pública de ensino da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

“O Ecos trabalha conteúdos transversais exigidos no currículo do ensino público atual, conforme as exigências do Plano Nacional de Educação (PNE). São questões relacionadas ao meio biótico natural e também à realidade social dos grupos culturais, que interferem diretamente na saúde do planeta”, explica o professor Elmo Júlio, que integra a coordenação do movimento.

De acordo com o professor, esse debate traz uma nova mentalidade aos jovens e docentes, que leva à mudança de posturas e atitudes em prol do meio ambiente. “O intuito é que toda a orientação prestada pelo Movimento Ecos possa ser transformada em iniciativas reais e multiplicadoras a partir das escolas, promovendo uma conduta coletiva e responsável sobre a utilização dos recursos naturais”, completa Elmo.

Projeto Socioambiental

Uma das principais frentes de atuação do movimento é o Projeto Socioambiental, que está com inscrições abertas até o final deste mês. Neste ano, o número de categorias foi ampliado. Cada equipe deverá desenvolver no âmbito de sua Escola ações em três das áreas relacionadas, no mínimo.

São elas: redução do consumo de água, redução do consumo de energia, redução do consumo de papel, redução da geração de resíduos sólidos, reciclagem e reaproveitamento de resíduos sólidos, promoção da alimentação saudável, recuperação e conservação do ambiente escolar, inclusive áreas verdes, melhoria e conservação da infraestrutura escolar, melhoria do trânsito no entorno da escola e inserção de temas ambientais nos conteúdos curriculares.

“O Movimento Ecos é reconhecido no sistema de ensino regular de Belo Horizonte pela essência de suas propostas e pela responsabilidade socioambiental que promove, além de proporcionar aos jovens estudantes do ensino público a oportunidade de ingressar nos cursos da Dom Helder e da EMGE através do sistema de bolsas”, destaca Elmo.

O professor informa também que várias reuniões foram realizadas nos meses de fevereiro e março para a divulgação do edital e do regulamento do Projeto Socioambiental 2018. Confira abaixo:

EDITAL

REGULAMENTO