A criatividade que reinventa a vida

O projeto Movimento ECOS, realizado pela Escola Superior Dom Helder Câmara e pela EMGE, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, é um tremendo desafio para todas as pessoas que com ele se envolvem. Afinal, trata-se de uma questão que, até muito pouco tempo atrás, sequer era debatida pela sociedade. Excetuando-se os chamados “ambientalistas”, quem se preocupava com a finitude da água, com os resíduos sólidos, com a poluição causada pelo excesso de veículos em todas as cidades, dentre outros dramas ambientais?

O problema era para o futuro, ou era preocupação de “países de primeiro mundo”. Como já é bem sabido, esse futuro chegou e todos os países são e serão afetados pelas agressões ao meio ambiente, principalmente os mais pobres.

Alunas e alunos das escolas participantes do projeto estão enfrentando o desafio com uma criatividade espetacular. O Movimento Ecos tem seus objetivos definidos, tantas soluções para situações problemáticas locais que demandam atenção específicas, cuja solução ajudam no global, faz com que essa juventude exercite habilidades que lhes serão úteis para sempre.

Os problemas nos impulsionam à criação de saídas, essa arte de transcendermos as adversidades. Como já disse o poeta inglês Willian Blake: “O gozo fecunda, a dor faz parir”. Do lixo nasce muita coisa boa e útil. Aí está o ponto! E, de repente, meninas e meninos estão ajudando a mudar o mundo, sem que percebam de imediato, e saibam, também, que estão se modificando.

Hortas estão sendo revitalizadas; feiras de jardinagem organizadas; preparação de alimentação mais saudável nas escolas; nova destinação aos resíduos sólidos; mudança de hábito no uso da energia elétrica; conscientização para diminuir o consumo de água; aproveitamento da água das chuvas; reciclagem de vários materiais (não é difícil imaginar o consumo de papel em uma escola); reuniões comunitárias que debatem os objetivos constantemente; criação de aplicativos para smartphones (a tecnologia a favor do meio ambiente), que auxilia na racionalização e no uso consciente da água e da energia; conscientização pelas redes sociais e pela retomada de jornais e rádios próprios das escola. Esses são alguns exemplos da criatividade que está sendo observada na ação extraordinária dessa juventude que faz a esperança ir às alturas.

Ainda estamos em julho, mas já somos gratos pela reinvenção da vida que vocês estão nos mostrando. Que venham os próximos meses com mais inventividade para cuidarmos do planeta Terra – e de todos nós.