Sobre as atividades desenvolvidas na 4ª fase e a mobilização para o evento de Dança de Rua

O Movimento socioambiental Ecos retoma a dinâmica de suas atividades após o período de descanso da última quinzena do mês de julho e, juntamente com as equipes das escolas parceiras, seguem o cumprimento das tarefas propostas, bem como o estabelecimento das agendas e compromissos programados.

Nesse segundo semestre, o Ecos passa a receber os pré-resultados do desempenho de atividades realizadas nos projetos das escolas. Esses resultados parciais já são frutos do trabalho planejado e segmentado pelas equipes das escolas, que estão relacionados às categorias escolhidas por essas equipes, de acordo com a realidade de cada escola. Dessa forma, já se observa que várias equipes vêm concluindo com seriedade e compromisso o que foi proposto, de maneira conjuntural e recebendo o apoio dos estudantes, monitores e professores da Faculdade de Direito Dom Helder Câmara e EMGE (Escola de Engenharia de Minas Gerais), ambas apoiadoras do Movimento.

As escolas iniciam a fase final de conclusão de seus projetos, efetivando a entrega de relatório com resultados parciais, apresentando resultados como o reaproveitamento e destino de papel coletado na escola, a transformação de resíduos em objetos, diminuição do consumo de energia e de água, melhora nos padrões da merenda escolar, através do cultivo de verduras orgânicas e todo um melhoramento no espaço escolar. O Movimento demonstra para esses jovens e professores que é possível obter um espaço de convivência mais saudável e sustentável, através da mudança e transformação de novas posturas.

Neste mês de agosto, o Movimento também orienta para o evento “Dança de rua”. Esta atividade estimulará o processo de resgate cultural e autoestima dos alunos. O concurso de dança de rua vem mobilizando várias escolas com entusiasmo e fortalecendo a ideia do coletivismo, da participação e da inclusão social, extremamente importantes para as comunidades escolares. Em visitas, observou-se que as escolas estão muito comprometidas com o evento, tais como a Escola Estadual Henrique Diniz, Escola Estadual Manoel Martins, Escola Municipal Professora Luiza Maria de Souza, Escola Estadual Antônio Miguel, Escola Estadual João Alphonsus, Escola Estadual General Carneiro, dentre outras. As escolas já estão ensaiando seus números de danças e o esperado é que mais de 50 escolas disputem as classificatórias. As escolas pré-classificadas farão uma apresentação no dia 31 de agosto, pela manhã, no Espaço Cultural José Aparecido, na Assembléia Legislativa de Minas Gerais.