Movimento Ecos lança a consolidação da parceria do Projeto Socioambiental 2018

Com o objetivo de promover, nas escolas públicas de Minas Gerais, um processo de conscientização que leve à redução do consumo de água, energia e papel, geração de resíduos, além de promover uma alimentação saudável, dentre outros, o Movimento Ecos lançou, na manhã deste sábado (14), no auditório da Dom Helder Escola de Direito, a consolidação da parceria do Projeto Socioambiental 2018. Uma das novidades do oitavo ano de atuação do Ecos é que agora o número de escolas parceiras, que fazem parte da rede pública de ensino da Região Metropolitana de Belo Horizonte, chega a 118. Isso foi possível devido à assinatura de um convênio com a Secretaria de Educação de Minas Gerais, ocorrida no fim do ano de 2017.

Clique aqui e confira a matéria completa!

Ecos começa 2018 com formato ampliado e novas escolas

 

Em seu oitavo ano de atuação, o Movimento Ecos traz novidades para fortalecer seu objetivo principal: promover a responsabilidade socioambiental nas escolas, e por consequência, conscientizar a população da capital mineira. A assinatura de convênio com a Secretaria de Educação de Minas Gerais, no final de 2017, possibilitou o ingresso de novas instituições. Dessa forma, o movimento conta agora com 110 escolas parceiras, todas integrantes da rede pública de ensino da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

“O Ecos trabalha conteúdos transversais exigidos no currículo do ensino público atual, conforme as exigências do Plano Nacional de Educação (PNE). São questões relacionadas ao meio biótico natural e também à realidade social dos grupos culturais, que interferem diretamente na saúde do planeta”, explica o professor Elmo Júlio, que integra a coordenação do movimento.

De acordo com o professor, esse debate traz uma nova mentalidade aos jovens e docentes, que leva à mudança de posturas e atitudes em prol do meio ambiente. “O intuito é que toda a orientação prestada pelo Movimento Ecos possa ser transformada em iniciativas reais e multiplicadoras a partir das escolas, promovendo uma conduta coletiva e responsável sobre a utilização dos recursos naturais”, completa Elmo.

Projeto Socioambiental

Uma das principais frentes de atuação do movimento é o Projeto Socioambiental, que está com inscrições abertas até o final deste mês. Neste ano, o número de categorias foi ampliado. Cada equipe deverá desenvolver no âmbito de sua Escola ações em três das áreas relacionadas, no mínimo.

São elas: redução do consumo de água, redução do consumo de energia, redução do consumo de papel, redução da geração de resíduos sólidos, reciclagem e reaproveitamento de resíduos sólidos, promoção da alimentação saudável, recuperação e conservação do ambiente escolar, inclusive áreas verdes, melhoria e conservação da infraestrutura escolar, melhoria do trânsito no entorno da escola e inserção de temas ambientais nos conteúdos curriculares.

“O Movimento Ecos é reconhecido no sistema de ensino regular de Belo Horizonte pela essência de suas propostas e pela responsabilidade socioambiental que promove, além de proporcionar aos jovens estudantes do ensino público a oportunidade de ingressar nos cursos da Dom Helder e da EMGE através do sistema de bolsas”, destaca Elmo.

O professor informa também que várias reuniões foram realizadas nos meses de fevereiro e março para a divulgação do edital e do regulamento do Projeto Socioambiental 2018. Confira abaixo:

EDITAL

REGULAMENTO

Bolsistas do Ecos participam de encontro de formação

Inscrições para o Projeto Socioambiental 2018 já estão abertas

A coordenação do Movimento Ecos promoveu, na segunda-feira (12), o primeiro encontro de formação com os bolsistas selecionados para atuar em 2018. Eles darão suporte às 100 escolas da rede pública estadual que integram o Movimento neste ano. De acordo com o professor Francisco Haas, pró-reitor de extensão da Dom Helder e coordenador do Ecos, o objetivo do encontro foi apresentar as instruções para o início do Projeto Socioambiental, que já está com inscrições abertas.

Veja a notícia completa e o álbum de fotos!

Extensão divulga resultado final das bolsas de estudo do Ecos

A Pró-reitoria de Extensão da Dom Helder Escola de Direito divulgou nesta sexta (2) o resultado final das bolsas de estudo para o Movimento Ecos.

Os graduandos selecionados devem comparecer na próxima quinta-feira (8), das 14h às 16h, na sala da cobertura da Dom Helder para assinar o termo da bolsa, definir as escolas onde os estudantes irão atuar e receber orientações diversas sobre o Movimento Ecos.

CLIQUE AQUI, CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA E O ÁLBUM DE FOTOS!

Festa de confraternização encerra ano de vitórias do Movimento Ecos

Uma confraternização, realizada no último sábado (4), no Campus II da Dom Escola de Direito, em Brumadinho, encerrou as atividades do Movimento Ecos neste ano.
Participaram da confraternização alunos e professores de duas das três escolas que desenvolveram os três melhores projetos ao longo de 2017. São elas: General Carneiro e Instituto de Educação de Minas Gerais, todas da rede estadual de ensino. Por questões de agenda, estudantes da escola Flávio dos Santos não puderam participar da festa.

Além dos estudantes das equipes e professores, alunos que se destacaram e foram finalistas do concurso “Garoto e Garota Ecos” marcaram presença na festa, que contou com infraestrutura disponibilizada pela Dom Helder por meio dos professores Francisco Hass e Luiz Chaves, coordenadores do Ecos.

Clique aqui, confira a matéria completa e o álbum de fotos!

Ecos recebe prêmio ambiental mais importante do Brasil

O Movimento Socioambiental e Jurídico Ecos foi um dos vencedores do VIII Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade & Amor à Natureza.  O projeto, criado em 2011 pela Dom Helder Escola de Direito, foi escolhido como Melhor Exemplo de Educação Ambiental.

A edição deste ano do prêmio teve como tema “A Terra Pede Paz”. Em sua primeira participação, o Movimento Ecos concorreu com mais de 150 projetos na categoria ‘educação ambiental’ de todo Brasil.  A premiação ocorreu em noite de gala na Fundação Dom Cabral, em Belo Horizonte, na semana passada. Os professores Francisco Haas e Luiz Chaves, coordenadores do Ecos, receberam o prêmio, considerado a mais importante honraria ambiental do Brasil.

“O prêmio significa, sem dúvida nenhuma, o mais importante incentivo e demonstra que o Ecos está no caminho certo”, comemora o professor Luiz Chavez.

“Não teria melhor momento para ocorrer tal premiação, porque estamos fechando com a Secretaria de Meio Ambiente um termo de cooperação por meio do qual a Secretaria também reconhece que o Ecos é um movimento importante para os alunos. Com isso, vai franquear nosso acesso a todas escolas públicas de Minas Gerais”, completou o professor.

Clique aqui e confira a matéria completa!

 

Por Rômulo Ávila
Repórter DomTotal

Caminhada Ecos leva milhares de estudantes às avenidas de BH

Belo Horizonte viveu um dia de mobilização pelo meio ambiente. Na manhã deste sábado, uma multidão de estudantes de 29 escolas públicas de BH e de cidades da Região Metropolitana participaram da quarta caminhada do Movimento Ecos, iniciativa da Dom Helder Escola de Direito. São alunos (as) do ensino médio e fundamental que descobriram por meio do projeto a importância do meio ambiente e resolveram desenvolver ações ambientais em prol de um futuro melhor.

“Se não cuidarmos da nossa mãe natureza, também nós, que somos parte dela, vamos perder essa referência”, alertou o professor da Dom Helder e um dos coordenadores do Ecos, Francisco Haas, na Praça da Liberdade, lugar histórico para Minas Gerias escolhido como ponto de partida da caminhada.

Clique aqui, leia a matéria e veja fotos e vídeos da caminhada!

Ecos assina novos contratos de bolsas e define ações do semestre

Com equipe montada, o Movimento ECOS realizou na tarde desta quinta-feira (10) reunião para a assinatura de contrato de bolsas de estudos e para estabelecer o tema de trabalho deste ano. O encontro foi orientado pelos professores Francisco Haas, coordenador do ECOS, José Cláudio Junqueira e Elmo Júlio de Miranda, colaboradores do projeto. Participaram da reunião alunos da Dom Helder, da EMGE e graduandos da Instituição que entraram na faculdade por meio do projeto socioambiental.

“O projeto Ecos, enquanto instituição, iniciou seu trabalho em 2011. Aos poucos, as escolas de Belo Horizonte e região adeririam ao projeto. Caminhamos devagar, começando com algumas atividades e disputas com gincanas. Atualmente o Ecos tomou uma configuração consistente e estruturada”, ressaltou o professor Elmo.

Neste ano, os alunos que participam do Movimento ECOS estão desenvolvendo trabalhos de cunho social e ambiental com 29 escolas de Belo Horizonte e região.

Projeto 2017

O Ecos promove a sustentabilidade nas escolas, desenvolvendo ações para o consumo consciente. Pensando nisso, o professor José Cláudio Junqueira , que coordena o grupo de iniciação científica do ECOS junto à Dom Helder, apresentou para os alunos o projeto 2017.

Estão programadas ações que visam redução do consumo de água, energia, geração de papel, geração de resíduos, realizar o reaproveitamento e reciclagem, alimentação saudável e melhoria do trânsito.

“Cada escola pode desenvolver um projeto que deve contemplar pelo menos três ações. Evidente que para o desenvolvimento desses projetos os alunos devem entender que cada ação de educação ambiental será avaliada no âmbito de cada uma delas”, disse Junqueira.

Caminhada Ecológica

O professor Haas alertou os alunos sobre a importância do envolvimento com o projeto e falou sobre a caminhada ecológica. “No dia 21 de outubro faremos a grande caminhada ecológica. Vamos sair da Praça da Liberdade até a Praça da Assembleia Legislativa. Neste ano, temos a expectativa de um grande evento, com a participação estimada entre sete a oito mil pessoas”, ressaltou.

Movimento ECOS

O ECOS Movimento Socioambiental Dom Helder Câmara é um instituto sem fins lucrativos e sem qualquer vinculação político-partidária.

O Instituto tem por fundamentos informar, educar, difundir os temas que envolvam os interesses difusos e coletivos, ou seja, os interesses da sociedade humana, abrangendo todas as áreas que permitam identificar o papel do homem no seu meio ambiente cultural, em suas relações sociais, ambientais, interpessoais e de trabalho transformando esse meio em um lugar que a pessoa humana possa se desenvolver de forma segura e equilibrada.

Clique aqui e confira o álbum de fotos!

Texto e fotos: Patrícia Almada / DomTotal

Equipe Ecos visita escolas parceiras

Escola Estadual Pedro II; Escola Estadual Henriqueta Lisboa; Escola Estadual Mendes Pimentel; Escola Municipal Professora Luiza Maria de Souza.

Prosseguindo o acompanhamento e desenvolvimento das atividades do Movimento Sócio Ambiental e jurídico – Movimento Ecos, as escolas em referência foram visitadas pelos representantes monitores responsáveis, no intuito de dinamizar e oferecer auxílio no desenvolvimento das atividades propostas pelos projetos das escolas.

O Movimento Ecos vem despertando e criando excelentes expectativas a essas instituições de ensino, devido a grandiosidade de sua estrutura e propostas que proporcionam incentivos que a educação básica necessita, principalmente relacionadas à pesquisa e enriquecimento de conteúdos e assuntos transversais das quais compactuam para uma formação plena desses estudantes.

Entre os dias 2 a 5 de maio, o professor Elmo Júlio e as monitoras Júlia e Larissa retornaram às escolas para averiguar o andamento das atividades dos alunos que compõem as equipes, e observar o interesse desses jovens, juntamente com o corpo docente e direção, que recebeu os representantes do Movimento com muito interesse e disposição.

Os assuntos mais específicos dos encontros foram à questão do envio das tarefas propostas e a contextualização do projeto elaborado. Mesmo que os alunos passassem por um período de ausência, devido às paralisações da categoria da educação, os jovens mostraram não terem esquecidos de seus compromissos, firmando-se com falas e questionamentos aos representantes do Movimento Ecos.

Uma observação que o professor e a monitora Júlia reportaram foi que sempre há uma vontade, quando há alguém que propõe o início do fazer, mesmo com o regresso de um período de paralisações, houve uma voz presente nessas equipes que tornou importante para impulsionar e continuar o projeto na escola. “Apesar de críticas, ainda é o espaço escolar o mais propício e solo rico para o dimensionamento de ideias”, diz o professor Elmo Júlio.

Equipe Ecos visita a Escola Estadual Ana de Carvalho

A Escola Estadual Ana de Carvalho recebeu a visita da equipe Ecos, representados pelos estudantes do curso de Direito, Júlia Reis e Tales Natan, ambos da Faculdade de Ensino Superior Dom Helder Câmara, apoiadora do Movimento. O acolhimento na escola foi de responsabilidade do professor Adriano Maurício, professor orientador e da estudante Nicolle Vasconcelos, aluna coordenadora.

A visita foi com o intuito de reorientar e dinamizar toda equipe da escola, que tem como objetivo a melhoria do espaço escolar com referência na conscientização ambiental que inclui a reciclagem de resíduos, reaproveitamento do papel dispensado no interior da escola e que possam ser reaproveitados. Além dessas preocupações, a escola ainda irá trabalhar questões vinculadas à utilização da água, que ainda a escola julga poder fazer algo mais, inclusive com a diminuição dos gastos e valores das contas.

Essas categorias são importantíssimas para escola, julga a direção, supervisão e corpo docente da escola, pelo seu processo de conscientização ambiental, que se torna necessário a todos os grupos e comunidades sociais.

O professor Elmo Júlio, a monitora Júlia Reis e os estudantes que acompanham a escola observam a expectativa no desempenho do desenvolvimento do projeto na escola, principalmente sendo uma oportunidade de contribuir com um novo sistema de trabalho de maneira coletiva e de integração entre os estudantes, visto a diversidade do espaço escolar.