Educação ambiental transformadora e de qualidade, é esse o objetivo do ECODOM

Pensar educação sem preservação ambiental é destinar nosso planeta a um fim trágico é fatídico. A educação brasileira vem agregando valor ao pensamento crítico dos seres humanos com o objetivo de transformar- lós em cidadãos mais engajados nas questões ambientais.

O Movimento Socioambiental EcoDom, trabalha junto às escolas da região Metropolitana de Belo Horizonte, sendo um elo facilitador para a efetiva implantação da educação ambiental aliada a educação clássica.

Paulo Freire, educador brasileiro já preconizava uma educação critica participativa, integrada e envolvente, que de fato contribuísse na construção de um cidadão ativo, envolvido nas causas sociais, políticas e ambientais de sua comunidade, pedagogia da autonomia do cidadão participativo.

O Ecos resgata a percepção ambiental e a cultura tradicional de semear, plantar, colher, verduras, frutas e legumes, preparar a alimentação com produtos colhidos na horta ou fazer um chá de erva doce ou camomila. Prioriza que transformar as caminhadas pelo bairro é reconhecer os espaços urbanos como espaços de convivência e socialização que precisão ser conservados. Os alunos vivenciam essas experiências de forma interdisciplinar, transdisciplinar ao desenvolverem projetos de maneira coletiva.

As metas e objetivos do ECODOM, buscam a consciência ambiental, a integração da escola com a comunidade e seu entorno, para que os jovens tenham uma formação cidadã, com princípios éticos e morais em sua relação com seus pares na escola e na sociedade.

Os projetos desenvolvidos pelas instituições parceiras do ECODOM vêm divulgando e implementando a política dos 5R, importante, ordenamento para o tratamento dos resíduos sólidos criada pelo Ministério do Meio Ambiente. A política 5R entende que o cidadão consciente estará repensando seus valores e práticas do dia a dia e efetuando mudanças no consumo, que na sociedade atual tem sido exagerado, irresponsável e desmedido em prol da proteção ao meio ambiente.

Para tanto as escolas tem divulgado esses princípios dentro dos seus projetos, já que as ações de Redução da Geração de Resíduos Sólidos, Redução do Consumo de Papel e a Reciclagem e Reaproveitamento de Resíduos Sólidos são tarefas desenvolvidas nas escolas.

Portanto levamos a sustentabilidade para a sala de aula e o pensar ambiental quando nós deparamos com a analise desses verbos, tão cheios de significados e de ação:

  • Reduzir: diminuir o consumo criando novos hábitos e percepção das coisas;
  • Repensar: antes de adquirir verificar sua necessidade e utilidade;
  • Reaproveitar: dar nova utilidade, transformando, reutilizando, doando ou usando a criatividade característica tão inerente no povo brasileiro;
  • Reciclar: criar a cultura da coleta seletiva, na escola e nas residências;
  • Recusar dentro do possível, consumir produtos que gerem impactos socioambientais significativos.

Essas ações e resultados podem ser percebidos nas escolas parceira do Projeto ECODOM localizadas na região do Barreiro e adjacências que são: As Escolas Estaduais, EE Álvaro Laureano Pimentel, EE Desembargador Rodrigues Campos, EE Engenheiro Francisco Bicalho, EE Professor Cláudio Brandão, EE  Alberto Delpino, EE Cecília Meireles, EE Celso Machado, EE Diogo de Vasconcelos, EE Divina Providência,  E Doutor Aurino Morais, EE João Paulo I, EE Ministro Alfredo Vilhena Valadão, EE Padre João Bosco Penido Burnier, EE Padre João Botelho, EE Professora Maria Belmira Trindade, EE Lar dos Meninos.

O projeto se baseia em um diagnóstico da geração dos resíduos, seguindo para um desenvolvimento de soluções possíveis para sua redução com o reaproveitamento e transformação, a implantação da reciclagem e/ou a possível venda dos materiais ou doação e a gestão dos resíduos segundo sua natureza, como a compostagem com os restos dos alimentos da cantina.

A alimentação saudável é outro foco. Precisamos que os alunos reconheçam a necessidade de se alimentarem bem é de ter hábitos de exercícios diários.

As instituições que abraçaram as causas ambientais e sociais estão revendo suas realidades, e transformando sensivelmente o ambiente escolar, o que agrega valor e transforma os espaços da escola em um lugar mais belo e ecologicamente correto.

Ciangeli Clark e Gesun