O MOVIMENTO ECOS não para! E continua sem fadiga nas escolas de Belo Horizonte

O desenvolvimento sustentável, como ideologia ambiental, é o combustível que alimenta essas ações. Mas um combustível que produz a energia para esse movimento humano, não permite o desperdício de refugos no ambiente. Ao contrário, tem sido elemento indispensável nas escolas como instrumento agregador de servidores, professores e alunos.

Na Escola Estadual Coração Eucarístico foi celebrada uma reunião com o objetivo de planejar ações. os alunos demonstram-se engajados com o projeto e publicaram diversas fotos dos resultados colhidos tanto na horta horizontal e na suspensa quanto no EcoPonto, que visa a atividade de coleta seletiva. Além disso, foi criado um Instagram exclusivamente destinado à divulgação do projeto (@projetoecoscoreu), no qual mensagens de incentivo e conscientização também são publicadas. O projeto ecos se ramificou nas redes.

Escola Presidente Dutra juntos de seus alunos e professores estão articulando a participação no Concurso Garota Ecos. A aluna Eunice é quem representará a escola. O desenvolvimento da horta continua a todo vapor: os alunos agora estão pintando um quadro para unir Design e Sustentabilidade em um mesmo ideal. A prática da conscientização ecológica se torna permanente e cada vez mais a liderança dos alunos do movimento Ecos é reconhecida dentro e fora da escola. Após perceberem que a realização de praticas sustentáveis é a chave para o nosso futuro, houve um maior envolvimento dos alunos, funcionários e professores, assim foi possível a realização de diversas tarefas na escola, como, a redução de energia, redução de água, criação de uma horta. Com a ajuda de todos, mostrou que mais pessoas se unindo em um mesmo objetivo o resultado pode ser obtido de forma mais rápida e eficaz. Além disso, a realização do projeto ECOS na escola não garante apenas um ambiente mais agradável, como também a formação de pessoas mais conscientes com   relação ao nosso futuro.

O uso da internet como meio de comunicação e divulgação tem sido uma excelente ferramenta. Inspirados nessa ideia, os alunos do terceiro ano da Escola Estadual Professora Inês Geralda de Oliveira criaram uma página no Instagram – rede social para compartilhamento de fotos e vídeos -, com o propósito de divulgarem os projetos que estão sendo feitos na escola.

Já que o acesso à internet se tornou algo tão comum a todos, vamos fazer disso uma forma de conscientização geral, uma vez que um simples post pode se espalhar para milhões de pessoas em segundos. Se tratando do quesito divulgação, a internet é uma ótima aliada às ideias sustentáveis.

Na Escola Estadual Professor Guilherme Azevedo Lage duas oficinas foram efetivadas esse mês: A primeira sobre cultivo e plantio, na qual foi ofertada pela professora representante Márcia, que ensinou os alunos a identificar cada tipo de planta, como cultivar, como ocupar menos espaço e concluiu fazendo uma dinâmica com os participantes, fazendo com que se dividissem em vários grupos para realizar uma tarefa de plantar varias mudas.

A segunda oficina foi ofertada pela professora Valeria de artes que mostrou todo seu conhecimento e ensinou os alunos a utilizar o papel mais de uma vez, dando uma segunda utilidade e a maneira correta de reciclar.

Com estas oficinas a escola conseguiu muito material, na qual será vendido e o dinheiro será investido no projeto, além disso, com a oficina o projeto dentro da escola se tornou mais popular.

Alunos e servidores da Escola Estadual José Bonifácio começam o segundo semestre de 2018 reutilizando pingentes de bijuterias estragadas para economizar água. Os pingentes exercem a função dos aeradores e ao diminuir a vazão, se gasta menos água.

Juntos, somos hoje muitos, que temos a convicção e consciência de que o mundo melhor está nas nossas mãos, Juntos Podemos! E podemos mesmo.

ECOS