Em busca de grandes resultados


Por Evaldo Junio

O Movimento Ecos está de volta em 2020 com muitas novidades e com grande expectativa de que o ano seja grandioso ao lado de diversas escolas que, cada vez mais, mobilizam sua comunidade do entorno das escolas para que os ajudem como colaboradores. São quase 10 anos impactando vidas com o apoio da Dom Helder Escola de Direito e da Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE), em cooperação técnica com a Secretária de Educação de Minas Gerais.

O primeiro contanto com as escolas é o mais importante, pois é nele que conhecemos a estrutura delas e fazemos a adesão da instituição no movimento através dos aceites. Com isso, observamos o brilho nos olhos e as primeiras ideias para que o projeto tenha resultados efetivos.

Vale ressaltar que, por lei, todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Este é o papel do Ecos: fazendo com que as vidas futuras tenham condições para viverem melhor.

É nisso que nós do movimento acreditamos. Cremos que podemos mudar vidas e capacitar alunos para serem ativos na preservação do meio ambiente. Por meio de várias ações, que são escolhidas de forma democrática pelas escolas, os alunos se tonam agentes do meio ambiente. Reduzir o consumo de energia, água e papel, gestão de resíduos, implantação de hortas orgânicas e manejo de áreas verdes, são algumas das ações que o projeto promove.

O Ecos busca resultados através dos alunos, pois sem eles o projeto não existiria. São eles que estão ativos na educação ambiental com o intuito de dizer para toda a população que juntos, podemos!

Edição – Bárbara Teixeira – Necom

Confraternização encerra o Movimento Ecos de 2019 com muito entusiasmo


Mais um ano se encerra com o sentimento de dever cumprido. Nesta quarta-feira (11), foi realizada a confraternização dos ganhadores das atividades do Movimento Ecos 2019. Estiveram presentes os alunos das Equipes Ecos das E. E. Guimarães Rosa, E. E. Dr. Lucas Monteiro Machado, E. E. Geraldo Jardim Linhares e E. E. Caio Nelson de Sena, além dos professores orientadores, nucleadores e a coordenação do movimento.

Alegres com o reconhecimento do trabalho, os alunos conheceram o Campus III, da Dom Helder Escola de Direito e Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE), apoiadoras do projeto.

Francisco Haas, coordenador geral do Ecos, traduz a confraternização como um momento de “comemoração diante das conquistas dos alunos”. Ao fazer um balanço do projeto em 2019, classificou como um ano “de muito trabalho, aprendizado e conquistas”.

Junto ao Movimento Ecos, os alunos conseguiram arrecadar mais de 200 toneladas de lixo reciclado, reduzir 35% do consumo de água em relação a 2018 e uma redução para 0,6 Kwh/mês por pessoa. Tudo isso gerou uma economia de R$ 150 mil. Além disso, devido ao trabalho desenvolvido nas escolas públicas de Belo Horizonte e Região Metropolitana, o Ecos recebeu o prêmio de Cidadania Metropolitana da RMBH em 2019.

Veja também:

Caminhada Ecológica e premiação

Vale lembrar que no dia 22 de novembro foi realizada a Caminhada Ecológica do Movimento Ecos, que precede o grande encerramento do projeto. Com trajeto saindo da Praça Raul Soares, passando pela Av. Olegário Maciel até a Praça da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a caminhada reuniu mais de 20 mil pessoas entre alunos e cidadãos belo-horizontinos.

Já na Praça Carlos Chagas, no anfiteatro da ALMG, foram realizadas as finais do Concurso de Fotografia Garota e Garoto EcoDom e Concurso de Dança EcoDom revelando os grandes ganhadores. Confira abaixo a classificação:

Concurso de Dança EcoDom

1º lugar: E. E. Guimarães Rosa

2º lugar: E. E. Padre João Botelho

3º lugar: E. E. Carmo Giffoni

4º lugar: E. E. Caio Nelson de Sena

5º lugar: E. E. General Carneiro

 

Concurso de Fotografia Garota e Garoto EcoDom

1º lugar Garota: Beatriz Alves Dias Santos – E. E. Caio Nelson de Sena

1º lugar Garoto: Felipe Santos Chagas – E. E. Caio Nelson de Sena

2º lugar Garota: Mariana Eugência de Castro Santos – Colégio Tiradentes – Unidade Contagem

2º lugar Garoto: André Tavares Viana – Colégio Tiradentes – Unidade Contagem

3º lugar Garota: Helena de Freitas Monteiro – Colégio Tiradentes – Unidade Argentino Madeiro

3º lugar Garoto: Miguel Rute dos Santos Barbosa – E. E. Professor Clóvis Salgado

4º lugar Garota: Karine Ferreira da Silva – E. E. Professor Clóvis Salgado

4º lugar Garoto: Augusto Alves Pinto de Paula Batista – E. E. Doutor Lucas Monteiro Machado

5º lugar Garota: Juliana de Aquino Corrêa de Oliveira – E. E. Doutor Lucas Monteiro Machado

5º lugar Garoto: Pedro Paulo Carvalho de Souza – Colégio Tiradentes – Unidade Argentino Madeiro

Também foram reveladas as 12 escolas com melhor Pegada Ambiental em 2019. São elas: E.E. Bolivar Tinoco Mineiro, E.E. Coronel Adelino Castelo Branco, E.E. Domingas Maria de Almeida, E.E. General Carneiro, E.E. Imperatriz Pimenta, E.E. Manoel Martins de Melo, E.E. Maria Floripes Nascimento Alves, E.E. Mendes Pimentel, E.E. Professor João de Arruda Pinto, E.E. Professora Alaíde Lisboa de Oliveira e Cesec Clemente de Faria.

E a grande campeã do dia, ganhadora do Projeto Socioambiental 2019, foi a E. E. Guimarães Rosa. A professora orientadora da escola, Ana Cláudia Cardoso, contou que a instituição participa do movimento desde 2018, ressaltando o constante aprendizado por parte dos alunos. “Foram ganhos muito grandes para a escola em vários sentidos, não só ambientais, mas físicos e disciplinares também. Houve mudanças de postura, de hábitos por parte dos alunos, não só daqueles que fizeram parte da Equipe EcoDom, mas da escola como um todo. Nós percebemos que toda a escola está se atentando mais às questões ambientais”, diz.

Premiação

Os alunos vencedores dos concursos e professores orientadores foram premiados durante o churrasco de confraternização com um smartphone. Além disso, os ganhadores da Pegada Ambiental também receberam uma viagem ao arquipélago de Fernando de Noronha (PE).

Beatriz Alves, do terceiro ano do ensino médio da E. E. Caio Nelson de Sena, também futura aluna do Direito Integral da Dom Helder, agradeceu a oportunidade de participar do Movimento Ecos 2019, e disse que o projeto foi muito importante para o amadurecimento dos alunos. Segundo ela, foi uma experiência diferente. Em nome da escola, declara: Nós batalhamos bastante, porque sabíamos que era uma oportunidade real de entrar em uma instituição de ensino superior. Nós só temos a agradecer ao Movimento Ecos e à Dom Helder e EMGE pela oportunidade”.

Bárbara Teixeira – Equipe EcoDom

EcoDom 2019: A excelência de um projeto que deu certo


Por Elmo Júlio de Miranda e Souza

Seria impossível descrever o Movimento EcoDom desse ano devido à sua complexidade, extensão e objetivos atingidos. Entretanto, pode-se citar, em um quadro geral, a satisfação com os trabalhos, dinâmicas e organização, que culminaram em uma grande final.

Foi um ano difícil para todos e em todos os âmbitos, inclusive na educação, mas que a coordenação do Movimento EcoDom e seus parceiros somaram esforços para dar um sentido real, concreto e satisfatório ao projeto em prol da causa ambiental. As atividades programadas, os eventos, o projeto socioambiental, bem como a Caminhada Ecológica foram cumpridos com sucesso. Com o tema “Em defesa das Minas Gerais”, a caminhada encerrou as atividades do projeto com chave de ouro.

Em avaliação, pode-se concluir que foram desempenhados belíssimos trabalhos e projetos no interior e entorno das escolas, levando consciência ambiental à comunidade escolar e aprendizados sistemáticos aos alunos e professores das escolas públicas de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

O lixo que está deixando de ser lixo…

Nos projetos entregues pelas Equipes EcoDom, pudemos perceber mudanças de paradigmas e interpretações distintas sobre os resíduos e sobras em geral. Hoje, o que era descartado foi transformado pela arte e criatividade dos nossos jovens, transformando volumes de materiais, que seriam indevidamente lançados ao ambiente, em artesanatos, objetos utilitários e até obras de arte.

O papel vai deixando de ser bolinha de cesto em sala de aula…

O processo de descarte e conscientização sobre o papel foi implantado e levou a mudanças profundas no dia a dia da comunidade escolar. Com maior consciência sobre a utilização desse material, que muitas vezes é desperdiçado e descartado irregularmente, os alunos recolheram toneladas de papel para reciclagem.

Várias escolas, além de efetivar oficinas de aprendizagem sobre o papel, juntamente com seus alunos, passaram também a organizar pilhas de papel – como livros didáticos ultrapassados e vários tipos de papel e papelão, que eram guardados indevidamente nos arquivos de escolas ­–­ para ter destino correto. Para os jovens estudantes, a experiência com propostas de reutilização fez surgir maior conscientização sobre essa matéria prima.

Um trânsito melhor, através da cooperação e participação de todos…

O Movimento Ecos levou assessoria às escolas, de maneira que todos pudessem auxiliar para um trânsito melhor e mais seguro no entorno da escola. Vários projetos foram desenvolvidos no sentido de melhorar questões como o emplacamento local nos cruzamentos e a questão do respeito em transitar nas vias, tanto para pedestres quanto motoristas. As escolas contaram com a ajuda das Equipes Ecos para observar, registrar e agir sobre fatores que perturbam o bom trânsito no entorno das escolas.

Áreas que antes eram apenas chão, explodem verdes em produção…

Inicialmente, se observava vários locais sem utilização no espaço escolar, solo laminado, ressequido e sem qualquer importância. Após a visita do Ecos nas escolas, muita coisa mudou.

Por meio de reuniões e oficinas, as equipes passaram a ter conhecimento maior do que poderia ser feito naqueles terrenos para elaboração de hortas, jardins e revitalização essas áreas. Hoje, as escolas estão colhendo hortaliças orgânicas e de excelente qualidade para incrementar a merenda escolar, além de tornar os espaços das escolas mais bonitos e sombreados.

A consciência sobre água e energia…

Essas modalidades esse ano foram recordes de sucesso nos objetivos desejados, pois além da elaboração de projetos para estas categorias, houve o reforço da Pegada Ambiental que impulsionou processos que pudessem diminuir o volume diário e mensal do consumo de água e energia.

Foram realizadas ações muito bem orientadas para conduzir e efetivar o controle do consumo e os gastos, que muitas vezes eram altos devido ao desperdício e maneiras indevidas de consumo. Além disso, foram desenvolvidos métodos de reaproveitamento da água e o alerta sobre a relação da água que corre em nossos rios e que em grande parte são base de fornecimento de energia.

Esse foi o nosso Movimento Ecos 2019, que levantou uma bandeira de todas as cores: as cores do alerta, do cuidado, respeito e do compromisso com planeta melhor. Estava evidente a alegria das escolas presentes na caminhada que representava o encerramento do projeto desse ano, levando um ar de esperança para o próximo ano.

Mais de 10 mil estudantes, professores, educadores e pessoas comuns abrilhantaram a Caminhada Ecológica 2019 deixando um gostinho de quero mais.

Ano que vem voltamos com mais entusiasmo e várias novidades. Contamos com a sua participação. Juntos Podemos!

Edição – Equipe EcoDom

Movimento EcoDom realiza último encontro de formação com bolsistas


Após um ano de muito empenho e dedicação, está chegando a hora de encerrar os trabalhos com a Caminhada Ecológica 2019. E, para que saia tudo bem, o movimento conta com a colaboração dos bolsistas junto às escolas parceiras. Nos dias 4 e 5 de novembro, foram realizados os últimos encontros de formação deste ano, especificamente para deliberações sobre a caminhada.

Os encontros contaram com a presença dos nucleadores, cada um no seu dia, e de um convidado especial: Marco Piquini, responsável pela comunicação externa do EcoDom. O convidado levou algumas palavras de motivação aos bolsistas, que muito têm a aprender com o trabalho realizado no projeto.

Vale lembrar que o bolsista, aluno da Dom Helder Escola de Direito ou Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE), é a peça-chave que liga o movimento às escolas. É com a colaboração deles que as equipes conseguem elaborar seus trabalhos, tarefas e atividades relacionadas ao EcoDom. Sem a presença destes alunos nas escolas, com certeza o projeto não seria o mesmo.

É por este motivo que a última formação foi dedicada à capacitação dos bolsistas para com a caminhada. Eles devem estar informados e preparados para ajudar as escolas antes, durante e depois do evento, não os deixando na mão. Dessa maneira, repassar informações e realizar os itens necessários para a participação da escola na caminhada é essencial. (Veja o edital e a tarefa da Caminhada Ecológica na plataforma do Movimento EcoDom).

Além disso, a participação efetiva do bolsista no projeto garante a ele a permanência da sua bolsa de estudos na Dom Helder e EMGE, bem como um grande aprendizado sobre a relação com o outro, uma vez que nos dias de hoje, cada vez mais automatizado, as relações humanas estão sendo um diferencial.

Portanto, após muito trabalho, o Movimento EcoDom agradece a colaboração dos bolsistas e deseja que todos permaneçam no projeto em 2020. A Caminhada Ecológica encerra o ano premiando todos que se destacaram no movimento com ajuda destes estudantes.

A caminhada acontece no dia 22 de novembro, às 9h, com concentração a partir das 7h30 na Praça Raul Soares. O cortejo sairá da praça e irá percorrer a Av. Olegário Maciel até a Praça da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, onde acontecerão as finais do Projeto Socioambiental, Pegada Ambiental, Concurso de Fotografia Garota e Garoto EcoDom e Festival de Dança EcoDom.

Bárbara Teixeira – Equipe EcoDom

EcoDom semeando esperança!


Por Livia Maria Cruz Gonçalves de Souza

O EcoDom está próximo de encerrar as atividades de 2019 com a Caminhada Ecológica no dia 22 de novembro. Fazendo uma retrospectiva do início até agora, percebe-se que cada equipe EcoDom trabalhou, dentro de suas possibilidades, para que o projeto se desenvolvesse da melhor maneira possível.

Não há dúvida! Todos, de uma forma geral, alunos, professores orientadores, diretores, vice-diretores, funcionários, colaboradores, professores nucleadores, bolsistas e coordenadores abraçaram o projeto e ajudaram a espalhar as sementes do EcoDom. Não é por acaso que nosso lema é “juntos podemos”!

Realmente, quando todos se unem em prol de um objetivo, resultados positivos são colhidos e frustrações, ultrapassadas. Juntos podemos pensar uma nova forma de viver o ambiente escolar, juntos podemos transformar vidas, juntos podemos modificar hábitos, juntos podemos achar solução para um problema que individualmente era impossível ser resolvido, juntos podemos levar esperança para aqueles que estão desestimulados, juntos podemos tornar a vida mais leve, juntos podemos disseminar alegria, juntos podemos fazer do mundo um lugar melhor.

O Movimento EcoDom propõe desde o início um olhar reflexivo e ao mesmo tempo crítico sobre a escola, sobre a educação ambiental, sobre o meio ambiente e os impactos da ação humana na natureza. É com esse pensamento que se disseminam as sementes da renovação, da transformação e da sustentabilidade, sem perder de vista que as ações que todos praticam em conjunto hoje frutificarão nas próximas equipes EcoDom.

Que venha a caminhada e que a plantação continue!

Mascarados

Cora Coralina

Saiu o Semeador a semear

Semeou o dia todo

e a noite o apanhou ainda

com as mãos cheias de sementes.

Ele semeava tranquilo

sem pensar na colheita

porque muito tinha colhido

do que outros semearam.

Jovem, seja você esse semeador

Semeia com otimismo

Semeia com idealismo

as sementes vivas

da Paz e da Justiça.

Edição – Equipe EcoDom

Transformar vidas e realizar sonhos: isso é o Movimento EcoDom


Por Ciangeli Clark

Como professora nucleadora do Movimento EcoDom, avalio constantemente a participação dos alunos e a importante contribuição destes para a realização do projeto socioambiental. Em reunião com os estudantes, fizemos uma analise de nosso trabalho e me chamou a atenção o número de vezes que a palavra “sonho” foi mencionada pelos bolsistas, sempre ligada ao projeto.

Assim, gostaria de relatar como o EcoDom modificou vidas! Não só a do aluno que hoje faz parte das faculdades EMGE e Dom Helder, mas também de suas famílias e dos alunos das escolas parceiras do movimento que são impactados com uma palavra de esperança.

O Movimento EcoDom desencadeia um efeito cascata: quando um ganha, vários ganham. Um aluno que passa a estudar na EMGE ou na Dom Helder, destaca o nome de sua escola de origem e, ao retornar a essa instituição, relata suas conquistas e os estudantes passam a acreditar que o “sonho” de estudar nestas instituições é possível. As famílias também são atingidas e renovam as esperanças de um futuro melhor. Todos são modificados pelo Movimento EcoDom.

Na carta encíclica Laudato si’ do santo padre Franciscosobre o cuidado da casa comum – nos alerta: “Se não temos vista curta, podemos descobrir que pode ser muito rentável a diversificação de uma produção mais inovadora e com menor impacto ambiental. Trata-se de abrir caminho a oportunidades diferentes, que não implicam frenar a criatividade humana nem o seu sonho de progresso, mas orientar esta energia por novos canais”.  (Papa Francisco, LS, 2015.) (grifo nosso).

O EcoDom abre horizontes, busca orientar essa diversidade, para alcançar objetivos comuns envolvendo todos os atores, impactando vidas e protegendo nosso planeta Terra mediante ações simples, que levam à reflexão e à mudança de comportamento. Podemos perceber isso nos depoimentos ou relatórios mensais realizados nas escolas pelos bolsistas.

Assim partilho esses relatos, transcritos abaixo para exemplificar essa realidade, de como o Ecodom transforma vidas e realiza sonhos.

Cassio Antônio Ferreira Hilário, do 2º período em Ciências da Computação, relata: “O projeto me transformou em vários aspectos, principalmente no pensar ecologicamente correto. Proporcionou uma noção de que meio ambiente não é só a floresta amazônica, mas também a sala de aula, o bairro, e que todos somos agentes de poluição e preservação desse meio. Outro aspecto que mudou em minha vida foi a oportunidade de fazer o curso dos meus sonhos, que não conseguiria fazer se não fosse a bolsa de estudos que conquistei através do projeto”.

Já para Bruno Santos, também aluno do 2º período da Ciência da Computação, “o projeto me incentivou a nunca desistir dos meus sonhos”. Weverton Fernandes Nascimento, do 2º período de Ciências da Computação, afirma que participar do projeto “proporcionou a perspectiva de um futuro real e melhor”.

Estudante do 4º período do curso de Engenharia Civil, Tamires Cristine da Rocha Silva me deixou impactada ao receber sua redação. No texto, ela expõe todos os seus sonhos, sua visão ampla e integrada de projeto. Esse é nosso objetivo. Leia na integra a redação, feita para um projeto de redação na escola em que ela é bolsista e foi aluna no ensino médio.

“Um por todos e todos por um!” Será que Alexandre Dumas, escritor de Os Três Mosqueteiros poderia imaginar que essa tão famosa frase de seu livro se tornaria hoje símbolo de trabalho em equipe e união? Ou que falaria de nós? Revivemos as respostas para isso toda vez que um grupo de pessoas cheias de ideias se reúne para fazer deste um mundo melhor. E esses foram ingredientes mais que bastaram para que nascesse o nosso grêmio estudantil.

Visando dar voz aos interesses dos estudantes de ensino fundamental e médio, o grêmio cria o ambiente ideal nas escolas para que os alunos possam criar, se expressar e pensar fora da caixa, transformando não só a escola, mas toda sua esfera social.
E no que concerne o impacto que desperta no jovem o interesse de transformar sua realidade, iniciativas como o EcoDom se apresentam como o meio de se atingir esse fim. Abordando mais de 130 escolas de Belo Horizonte e região metropolitana, o projeto surge da urgência de fazer a juventude repensar a maneira como enxergam o meio ambiente. E para isso, projetos de cunho socioambiental são desenvolvidos na escola, na qual as ações são voltadas para a sustentabilidade e melhoria do ambiente escolar.

Então por que não unir essas duas iniciativas — Grêmio que dá voz aos estudantes e o EcoDom que os estimula a cuidar do ambiente em que vivem e perseguir a carreira acadêmica? E, tão logo quanto se indaga isso, nota-se que não há justificativa para não fundi-los. O potencial de transformação que a junção dos dois movimentos apresenta traz perspectivas inéditas para dentro do ambiente escolar, e torna os alunos protagonistas.

Realizando com exímio sucesso, o Grêmio Elite Ecodom faz com que professores, alunos e demais integrantes do corpo escolar se motivem a pensar em iniciativas para transformar a escola. Embora a cirurgia de unificar os dois projetos fosse delicada e exigisse cautela, o resultado já está mais do que operante, rendeu frutos e inspira outras escolas.

O destaque vai além da utilização de ferramentas como o 5W2H, está na causa que motiva cada estudante dali. O coração do grêmio é fazer com que cada aluno tenha participação ativa nas ações, apoiado pelo sonho de cursar uma graduação de nível superior. Grêmio Elite por Ecodom e Ecodom pelo Grêmio Elite.

O valor que se tira disso não é retorno financeiro, mas sim o quanto se envolver com iniciativas assim faz por nós enquanto pessoas e como desenvolve habilidades que, de outra forma, não teriam porque serem trabalhadas, exigindo de todos os colaboradores que se superem a cada novo desafio.

E a missão é esta: explicitar, com mudanças concretas, que nosso contexto pode ser transformado e o que separa o presente da perspectiva é a ação. É preciso despertar, tão cedo quanto possível, a consciência para esse papel que temos na sociedade, enquanto membros de um mundo real globalizado, que se transforma cada vez mais rápido, que exige pessoas mais e mais preparadas para desafios interdisciplinares e complexos, e que nos desafia a sermos melhores para sanar os problemas do dia a dia, sempre em mutação.

Fazer parte da mudança que o Grêmio fez pelo EcoDom é de se orgulhar.
Inspirador é ver a forma com que cada um de vocês pode ajudar nossa equipe de um jeito diferente. De fato, funcionando como uma máquina, dinâmica como um organismo, todos trabalhando pelo mesmo progresso e cada parte cobrindo a lacuna que a outra deixa.

O trabalho até hoje tem sido fenomenal e já deixamos nossa marca na escola – que não para por aí; pelo contrário, a região metropolitana e as outras escolas do EcoDom já ouvem falar de nós, pelo que conquistamos juntando forças com o grêmio. E isso é inédito para a nossa realidade. E mais que isso, é precedente para que cheguemos mais longe.

Podemos não ser os Três Mosqueteiros, mas somos a Equipe EcoDom, nunca me pareceu mais certo dizer: juntos, podemos mais!

Edição – Equipe EcoDom