Movimento Ecos divulga o edital para o Concurso de Dança de Rua

O Movimento Ecos divulgou, nesta semana, o Edital do Concurso de Dança de Rua  voltado para as escolas participantes do Projeto Socioambiental 2018. A proposta é abrir espaço para que os alunos possam criar outras formas de consciência socioambiental, podendo abordar temáticas voltadas para o desenvolvimento do projeto de sua escola.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas do dia 1º a 19 de agosto, através da postagem da tarefa no sistema Ecos. A escola participante pode inscrever, apenas, alunos matriculados na própria instituição, que estejam cursando o 9º ano do Ensino Fundamental ou do 1º ao 3º ano do Ensino Médio, mediante comprovação, ou algum professor, sendo no mínimo 3 e no máximo 15 alunos.

Cada equipe deverá indicar o estilo da dança de rua no ato da inscrição, podendo essa ter a mistura de até 3 estilos, de acordo com a performance desejada.

As inscrições devem conter o nome da Instituição de Ensino, o nome do diretor ou do professor responsável pelo acompanhamento do Ecos e os nomes dos membros da equipe de Dança de Rua, com número da matrícula e da identidade.

Estilos

A Dança de Rua é uma atividade artística praticada frequentemente em eventos, maratonas e concursos específicos. Tal modalidade de dança é uma manifestação cultural que expõe e valoriza realidades de populações locais e regionais. Com ritmos variados, a dança de rua foi associada em sua origem à cultura e identidade negra, com o passar dos tempos se estendeu a outras culturas e artes, como a pintura, o grafite, a poesia e o visual.

A dança de rua nasceu entre os bairros nova-iorquinos e se divide em hip-hop (breaking, locking, popping) e street dance. Pode ser uma forma de luta contra pré-conceitos étnicos, sociais e religiosos.

Fases

1ª fase pré-classificação – 19 de agosto

Período destinado para postagem da ficha de inscrição no sistema ECOS, juntamente ao release esclarecendo qual a modalidade escolhida, bem como, sua justificativa, e o link do YouTube para assistir ao show de dança.

No dia 25 de agosto, durante o evento do Ecos, serão divulgadas as 40 equipes pré-classificadas.

2ª fase classificatório – 31 agosto

As 40 equipes pré-classificadas farão uma apresentação na Praça da Assembleia, no horário de 8 horas às 14 horas.

3ª fase premiação – 26 de outubro

As 5 (cinco) equipes classificadas farão uma outra apresentação na Praça da Assembleia para concorrer a premiação final.

Apresentação

A apresentação musical da equipe terá que cumprir o tempo estipulado da seguinte maneira:

  • Tempo mínimo: 01 minuto
  • Tempo máximo: 04 minutos
  • Tempo de tolerância para entrada e saída: 01 minuto (não incluído no tempo da dança acima mencionado)

É de responsabilidade exclusiva de cada equipe as despesas com o deslocamento para comparecimento ao evento.

Critérios

As equipes serão avaliadas de acordo com os seguintes critérios: organização, originalidade, desenvolvimento, harmonia, identificação de estilo, coreografia, vestuário e manifestação do público.

Premiação

As cinco equipes classificadas para a final receberão uniforme estilizado para cada grupo e um professor de dança e coreografia para ajudar nos ensaios para a apresentação final.

A equipe que ficar em primeiro lugar receberá um smartphone para cada componente, incluindo o professor orientador, além da oportunidade de participar da festa de confraternização, juntamente com as equipes vencedoras do Projeto Socioambiental de 2018.

As equipes do 1º ao 5º lugar receberão troféus, medalhas e uma pontuação diferenciada para a obtenção de bolsa, conforme a seguir:

Os alunos participantes do Concurso Dança de Rua poderão concorrer às bolsas de estudo da Dom Helder ou EMGE de acordo com o seguinte cálculo:

60% da nota do vestibular ou nota do Enem + 40% da avaliação da participação individual no concurso, conforme a seguinte classificação: 1º lugar poderá ser avaliado em até 100 pontos; 2º lugar em até 95 pontos; 3º lugar em até 90 pontos; 4º lugar em até 85 pontos e 5º lugar em até 80 pontos.